• 19 3461-0146
  • 19 97600-3560

Doença de Addison – Etiologia

01.04.2020

Fraqueza, fadiga e hipotensão ortostática são sinais e sintomas iniciais da doença de Addison.

O início gradual e a natureza não específica dos sintomas muitas vezes conduzem ao diagnóstico incorreto de neurose. Perda ponderal, desidratação e hipotensão são características dos estágios avançados da doença de Addison.

Se desenvolvendo em cerca de 4/100.00 por ano, a doença de Addison atinge todas as faixas etárias, ambos os sexos e tende a se tornar aparente após momentos de estresse metabólico ou trauma.
Sinais e sintomasA crise suprarrenal (início de sintomas graves) pode ser precipitada por infecção aguda (causa comum, especialmente na sepse). Outras causas incluem trauma, cirurgia e perda de sódio decorrente de sudorese excessiva.

Mesmo com tratamento, a doença de Addison pode causar um pequeno aumento na taxa de mortalidade. Não está claro se esse aumento ocorre por causa de crises adrenais não tratadas adequadamente ou complicações a longo prazo da supersubstituição inadvertida.Cerca de 70% dos casos nos EUA decorrem de atrofia idiopática do córtex adrenal, provavelmente causada por processo autoimune. O restante resulta da destruição das glândulas adrenais por granuloma (p. ex., TB, histoplasmose), tumor, amiloidose, hemorragia ou necrose inflamatória. Hipoadrenocorticismo pode resultar de fármacos que bloqueiam a síntese de corticoides (p. ex., cetoconazol e o anestésico etomidato).

A doença de Addison pode coexistir com diabetes melito ou hipotireoidismo na síndrome de deficiência poliglandular. Em crianças, a causa mais comum de insuficiência adrenal primária é a hiperplasia adrenal congênita (HAC), mas outras doenças genéticas são cada vez mais reconhecidas como causas.

A hiperpigmentação caracteriza-se por bronzeamento difuso das áreas expostas do corpo e, em menor grau, das não expostas, em especial nos pontos de pressão (proeminências ósseas), pregas cutâneas, cicatrizes e superfícies extensoras. Sardas negras são comuns na testa, na face, no pescoço e nos ombros. Ocorre pigmentação preto-azulada das aréolas e mucosas dos lábios, da boca, do reto e da vagina.

Entre em contato